Explore
Sign Up
Login
April 9, 2020
 

O concreto amor meu

Há uma dúvida na língua
Os gramáticos se dividem sobre o amor:
— É substantivo concreto ou abstrato? Questionam
Pois hei de explicar:
Amor varia entre as duas categorias
Quando jovem, o amor é tão somente um sentimento
Sincero, sim. Mas apenas um sentimento
Tu o sentes no peito
Mas não o toca, não o vê
Mas amadurecido, o amor se concretiza
Sai do estágio embrionário e, rapidamente, vira uma pessoa completa
O meu amor, por exemplo, tem forma, aroma e nome
É mui belo, tem cabelos negros e olhos de avelã
Um singelo narizinho de batata e cheiro mais doce que hortelã
O nome ressalta na boca
Faz os lábios se abrirem na primeira sílaba, como quem está prestes a ...

WRITER
Thumb_1586027858
PO#653412
0
0
April 9, 2020
 

A HORA ZERO.
|22:00|
Eu quero te fazer sentir coisas que você nunca sentiu, eu quero te mostrar como esquecer todos os seus problemas com um problema maior ainda, eu quero queimar todos essa tensão e dor numa cama, isso claro, se você quiser.

|22:30|
Ah amor... nós estamos tão cansados, eu sei, você sabe e eles sabem. Então mesmo que isso dure apenas uma noite, eu não me importo. Fode comigo, com minha cabeça e meu coração, eles são seus essa noite pra usar como quiser. Vamos acabar logo com isso, me usa e deixa eu te usar por uma última vez, porque todo esse tempo, essas mentiras e falsos sentimentos não foram apenas pra isso?

|23:00|
Eles nos julgam, nos observam como abutres todo o tempo...

KISS A PRINCE
0
0
April 9, 2020
 

NÃO À VAGA

Hoje
Eu compreendi
Que não há
Quem possa
Ou se atreva a ocupar
O teu lugar:

Nem “tu”.

Thumb_letter_signature_1586412482
GREEN AND YELLOW SWIRL
0
0
April 9, 2020
 

PRINCÍPIO  ATIVO

Em cada barco
Que aportas
Em tuas rotas de fuga
E saída pelos fundos,
Sempre haverá um náufrago
E uma chance de ser resgatado
Com vida.

Em cada poema
Abarco
O sal e o ácido
Das despedidas...

O mar revolto
Não me envolve
Não me demove
Nem me sacia...

E se eu bebo de ti
Não é por sede
Nem por cair na rede,
Mas por nascer da correnteza
Autêntica e viva:

Ou me toma e carrega plena
Ou me abandona
À própria sorte dos gorjeios   
E sortilégios das aves
De Ravenna:
sem iniciativa.

Thumb_letter_signature_1586412228
ANGEL OF AMOR
0
0
April 9, 2020
 

POEMA (des) MONTARIA

Eu evoco agora
Toda a intuição
E clarividência
Para desanuviar os céus
Dos meus dias e noites
De dormência extrema

Eu evoco
O puro e zombeteiro
Espírito das crianças
A inocência mais crua
De qualquer errância
Para enternecer os espelhos,
Os enfermos
E os olhos dos que cansam
De esperar esperanças

Então
Eu os embalo em meus braços
Com o esteio frágil do silêncio
Que atravessa cada tempo monocromático
E me desfaço
Em cores de Vênus.

Se me vês
Faz de mim um poema
- Ainda que como contingente de quarentena -
Desses de decorar
As paredes do estábulo
Enquanto o amor me faz de cavalo
Só pra duvidar do status
Que tu insistes em manter.

Thumb_letter_signature_1586410467
COMING CLOSER
0
0
April 9, 2020
 

bebi
liguei
esqueci
eu sei
foi mal
meu coração bandido
ta rendido
acordei
desce aguá
preciso
que pare de doer
ai que dor de cabeça
o que que eu fiz ontem??
ai, eu liguei né
burra
ele deve ter nem ligado
como sempre

SUNSET LOVE
Default_avatar_1_thumb
PO#653158
0
0
April 8, 2020
 

Afasta de mim este mundo psicótico
Que enfermo permanece
Atiçando minha pessoa ao fundo do poço
Ou será o fundo do copo
Do corpo fadigado
Quero o isolamento do meu pensar já isolado

E o que falar da massa? Alienada
A legião de vivos putrefantes
Uma que sofre da decadência neurológica
E vive em terror, irracional e desproporcional
Um Pânico frente ao vulto apagado
De um passado sofrido
De uma legião carmesim
Que faminta marcha sobre Gaia
A dominar a mente frágil
Daquele que cria seus nêmesis

E me causa anseios inomináveis
Pelos homens sem rostos
Que vivem nas trevas gélidas
Que tem a faceta de sua máscara, conhecida
Que matam à golpes de espada
Uma espada melada de ti...

LETTRS FUCHSIA
0
0
April 8, 2020
 

Você ( Memórias sem destino part 3)

Como você quer que
Eu diga adeus
Se nada resolvemos?
Se nada curamos?

Como você quer
Que eu diga adeus
Se você nunca disse a mim?

Para a eternidade de
Uma lembrança perdida
No esquecimento,
Nunca será um
Adeus

FEEL IT WRITE IT
Thumb_1585463422
PO#653134
1
0
April 8, 2020
 

Carta de desculpas (Memórias sem destino part 2)

Desculpa, meu amante
Por todo mal que lhe causei
Por todas as brigas,
Inseguranças e
Desconfianças

Desculpa por ir
Desculpado voltar
Desculpa por ir e voltar
Desculpa por não me desculpar

BE YOURSELF
Thumb_1585463422
PO#653134
0
0
April 8, 2020
 

Memórias sem destino part 1

Éramos estranhos
Mas, nos tornamos amantes
Então, por que voltamos
A ser tão estranhos?

START WRITING TODAY
Thumb_1585463422
PO#653134
0
0
April 8, 2020
 

SOMBRA NA JANELA

Hoje
A poesia
Aquietou-se...

Não era medo
Cansaço
Ou silêncio

Era só a cadência do tempo
Esvaziando os verbos
Para caber no desejo.

Thumb_letter_signature_1586325458
ELEGANCE
0
0
April 7, 2020
 

|Réquiem|

O fim de todas as coisas, ou uma consumação temporária?
Ao atravessar, não desejo olhar para trás e me entristecer com o que ficou

Que nas veredas de Anubis, eu encontre minha paz
E que todo o pesar de minha existência, suma fugaz e friamente

Para os que ficam, resiliência
Para persistir, altruísmo
Para sentir, paixão
Para continuar, amor
Não ignorem a dor, ela é seu combustível
Não evitem a tristeza, ela será sua professora

Os portais também vos aguardam
Em breve, o descanso eterno vos irá buscar
Vivam
Sintam cada centímetro de desejo
Não deixem fagulha alguma escapar
Não respirem somente o fôlego que vos sopram, mas sejam seu próprio ar
Quando o beijo final vier, que ele ...

SIMPLICITY DAY
April 7, 2020
 

Piloto

Não sei porque eu insisto nisso
No fundo permanece um vazio
Eu vejo que estou me tornando
aquilo que eu sempre tive medo.
Eu não quero, me entregar a isso
Eu estou sem perspectiva.
Muitas vezes me pego em um estado de hipnose
Olhando para um ponto fixo sem enxergar nada.
Estou a um bom tempo em piloto automático
E esse é o meu vício
Me viciei em voar com destino e sem rota
Eu não quero ter que voltar do início.

ENDLESS STARS
Thumb_1585495571
PO#653148
0
0
April 7, 2020
 

|Lobos do Atacama|

A sede por sensações se torna incandescente
Fome, é apenas um detalhe, para os que mastigam a própria carne
Olhando para o horizonte silencioso, precisam de uma nova forma de loucura
Saborosa, fresca
Aquela que não há em vitrines ou manequins
Que não se compra com papel ou favores

No fundo da alma eles sabem
Terão que ir ao inferno, e voltar pra alcançar o que desejam
O que acontece quando a magia do sonho evapora
Quando o paraíso privado entra em combustão?

Eles surgem
Consomem uns aos outros
Uma febre que liberta seus instintos mais primitivos e ocultos
Quando ela chega, não há pra onde correr
Só se sabe para onde não se deve fugir

O que fazer?

Sinta o cheiro da...

SIMPLICITY DAY
April 7, 2020
 

a falta que eu sinto de você
é tão árdua
que eu sei lá
não sei como deixei chegar a esse ponto
como eu me deixei apaixonar tanto?
a ponto de não ver
a ponto de não perceber
esse amor doente
como?

como eu deixei me apaixonar tanto?
a ponto de não ver
a ponto de não perceber
esse amor doente
que bate
rasga
xinga
que não me deixa bela
que não me chama de bela
como?

como eu me deixei apaixonar tanto?
a ponto de não ver
a ponto de não perceber
esse amor doente
que não me ama
que ama o fato de me ter como troféu
e como saco de boxear
que ama o fato de eu já estar tão cansada
que não saio mais
que ama o fato de eu não me arrumar mais
como?

e o pior de tudo
como ...

CODE RAIN
Default_avatar_1_thumb
PO#653158
0
0
April 7, 2020
 

você é muito mais que o cigarro que eu fumo
muito mais que a bebida que eu bebo
muito mais que o sexo que eu desejo
muito mais que a droga que injeto
você é muito mais
você é muito mais
por que de todas essas drogas
você é a que mais me da prazer
e a que mais me fode quando vai embora
e você sempre vai
e a abstinência de você dói demais
e eu sempre volto ao vício de você

MOMENT IN THE SUN
Default_avatar_1_thumb
PO#653158
0
0
April 7, 2020
 

Minha Menina

O que ela quer dizer? O que da boca
Dela vai sair? Fico sem saber
O que fazer. Quem é essa linda moça
Que meus olhos foram achar e ver?

O jeito que ela mexe o lábio, pousa
Suas mãos na cintura. Vai dizer
Quais são seus pensamentos? Usa roupa
De menina decente. Isso é prazer.

Seguro em sua mão, te contemplando.
Diga-me então... também se sente como
Eu? Não consigo mais conter o amor.

Ajeito seu cabelo, o dedilhando.
Quão próximos estamos? Eu retomo
Esse sentir com ela e seu rubor...

Thumb_letter_signature_1586239802
LONE SOULS
0
0
April 6, 2020
 

não,
você simplesmente não tem o direito
de me envergonhar assim
você não tem
você não tem esse direito de descer dai agora
se recomponha
volte para o canal lacrimal já
não ouse nem por um segundo deixar minhas vistas
ou embaça-las
não ouse tocar no meu esbelto rosto
que anda tão feliz
não, volte
não me importa a lei gravidade
volte
eu não te quero por aqui
será que você não entende?
saia por favor
não não
volte
não me importa o quanto eu respire melhor depois que você vai
mas é que sem você
me sinto sozinha
e volto pra mesma solidão que me assombra
sem sentimentos
olhando pro nada
que na verdade significa tudo!

ENJOY THE LITTLE THINGS
Default_avatar_1_thumb
PO#653158
1
0
April 6, 2020
 

Culpado!

— Todos nós estávamos bebendo, dançando e cantando
O bardo alegremente seu alaúde tocando
Estávamos acabados em cerveja e vinho
E não notamos aquele que não bebera nem um pouquinho
Quieto, sem nenhum copo na mão
Estava de cabeça baixada, embebido pela solidão
Depois de umas centenas de copos, caímos no sono
Dentro da taverna, dormimos e sem saber como
Ele já tinha ido, sem nem ao menos dar por percebido
E depois de alguns dias, seu corpo foi achado boiando num lago próximo
Deixando no Aqueronte, teu sonho mais próspero
Isso é tudo que eu sei, meu Senhor
Não me condenes, por favor!
— Eu o condeno como culpado!
Desce para o Inferno, pé-rapado
Satã está te esperando
N...

WRITER
Thumb_1586027858
PO#653412
1
0
April 6, 2020
 

Sabia!

— Meu senhor, peço que entendas
Fui traído e tu ainda me condenas
Com esse amor fajuto, enganador
Que me há de ser mais uma dor
Já não quero mais sentir este calor
Que inflama meu peito com ardor
Penso, pois, naqueles cabelos
E nos olhos negros
Que me tragam e me entorpecem
Que me olham e me erguem
Aos sonhos meus com aquela boca
Em seus sons transmitidos, a voz rouca
Por que tu me fazes sentir novamente?
Por que me fazes ser carente
Dela, só dela e de mais ninguém
Mesmo que este amor não valha nem um vintém?
— Veja, criança
Deste amor tu não cansa
Ela lhe será boa, garanto
Não há porquê de tamanho pranto
Anda, levanta
Há de começar uma nova dança
Envol...

WRITER
Thumb_1586027858
PO#653412
0
0