Explore
Sign Up
Login
March 18, 2019
 

Meu amigo,

Estou quase a fazer anos. Está quase a fazer um ano desde que me tornei "adulta". Oficialmente, pelo menos. Era um ano em que era suposto terem acontecido coisas incríveis, um ano em que a minha vida deveria ter andado para a frente, um ano que devia ter valido a pena. Mas olho para trás agora e vejo que talvez nem um quarto tenha valido a pena.

Continuo a achar que a minha vida está parada à beira da estrada, no meio do nada, sem possibilidade de andar para a frente. Estou perdida, quero respostas e só tenho perguntas. Não sei o que quero fazer no futuro e isso está a deixar-me assustada e desesperada ao mesmo tempo.

Toda a gente parece estar a conseguir fazer, viver aq...

GRAND CENTRAL
Thumb_1479562031
PO#605590
1
0
March 17, 2019
 

POEMA MARGINAL

Eu entendo tudo.
E te amo sempre.
Eu vejo cada milimétrico esforço
Cada rosto contido de desconforto

Percebo a medição quase que fitoterápica
Das tuas palavras
A conta-gotas.

Eu vejo as cores desfeitas
Nas paredes da sala
A ótica ressentida dos espelhos
Mirando cada livro na tua estante
Como um passado que segue intacto
Mas que passou.

Mas o que isso significa?
O que quer dizer de ti
- Pra ti mesmo -
Se vives esse amor de ressuscitação
- Boca a boca até o intestino -
E a mim não dás nem a chance
De dividir o teu mesmo ar de respiro?

As minhas chaves
Abrem e fecham acessos
Mas o meu amor não.

Ele verte um rio confesso
E se tu sabes como conter o excesso
É porqu...

HOLD ON TO YOUR HEART
1
0
March 17, 2019
 

REVELAÇÃO

Eu não sei
Quanto de você
Eu ainda verei
De perto

Mas o que tenho visto
Daqui
Desse lugar mesmo
- Do impossível -
É uma vista de amplo e puro amparo
Dos teus dons mais bonitos

E só de sentir a leveza transformadora
Que parece ir te atravessando aos poucos
Acrescentando doçura
Às tuas faces selvagens de menino arredio
Sinto a coragem dos que enfrentam as marés
E ventos bravios
Libertando o amor, não de seu metabolismo
Mas de ter qualquer função
Além do sorriso.

O amor é esse ato indiviso
Que nutre e repara o indivíduo
Mas sem retirar a dádiva pura
De seus defeitos

O amor é caminho árduo e estreito
Mas compensa o laço
O estrago
E cada passo dado, ainda que sem jeito.....

LIVE RADIO
0
0
March 17, 2019
 

A SAUDADE É PÚRPURA

E quando a saudade
Beira
O esquecimento

Não de quem se ama
Nem do amor
Mas de sentir o gosto,  
Se embriagar no cheiro

De olhar no olho
Até fazer do corpo do outro
Seu Redentor
E se grudar inteiro

E quando a saudade
Beira o esquecimento
Do aconchego louco
Que sucede o prazer
E preenche os espelhos

O que faz a saudade
Do amor
Com esse vazio extremo do azul
Que colore o meu vermelho?!

(23/05/18 - 00:55)

Thumb_letter_signature_1552816600
REFRESHING FRUIT
0
0
March 17, 2019
 

QUEBRA-MAR

Deixa cair
Pra evaporar, meu amor.

O que dói em ti
Dói em mim
E eu te ofereço
Os meus ouvidos
E braços,
O meu colo
- Casto -
Pra te fortalecer,
Pelo tempo que for preciso.

Eu sei que a dor desatina,
Eu já estive por aí,
- não faz muito -
Vento soprando rumo
De outras esquinas
Mas a coragem a arrefecer
Em medo
O futuro.

Lembra daquele dia
Nascido pelos teus olhos
A antever-me a queda
No escuro?

Agora, sou eu quem te juro:
Tudo o que vem pra dilacerar
Enfim, se regenera
Não há uma só célula
Que diante dos males deste mundo
A franqueza do tempo não faça fera:

Eu já te acendi outra vela
Fiz a minha mesma seresta
Aquela em forma de verso
E passo de reza...

Mas...

CHIRAYU 5
0
0
March 17, 2019
 

AMANHÃ SER

Meu amor,
Temo não poder subscrever sentimentos,
- Não os de ordem mais fatídica
E assertiva -
Como os que derivam do verbo enamorar-se.

Minhas faculdades foram
- por hora -
Comprometidas
Minha percepção dá sinais claros de fadiga
E meus versos já nascem recusados
De todo e qualquer esboço de pretensão.

Uma ou outra rima me pega de assalto
E o poema acontece
Assim, de solavanco
Como se no pranto desaguasse
À mingua
A natureza de minha inspiração.

Eu, corrente, fluída e fugidia
Preciso da palma que com gentileza
Alivie as dores de minha garganta seca
Que beba da água fresca da nascente
Que encerre o medo de existir-me só.

E, preciso, que ainda que sozinha
Me ensine agora e ...

INTO THE GALAXY
0
0
March 15, 2019
Rio de Janeiro, Brasil

    Agora nesse meu querer
Era tão mais fácil ter medo de te querer, do que agora sofrer por ter a certeza de que te quero.
Ontem, estive olhando para o céu, e por coincidência um helicóptero sobrevoava sobre seus destinos, fiquei transmitindo meu amor para que através dele todo o meu querer pudesse chegar até você, se espalhando pelo seu bairro e coração. As luzes dos postes se ofuscava diante tudo que controlava minha mente, que já mentiu tanto, e que por muitas vezes tinha até vergonha de mim.
Agora chove, sabe? Sinto seu cheiro cada vez mais longe, e permito, preciso entender suas palavras e ações sem precisar te ouvir contar sobre como é bom amar e se amada por alguém que não sou eu. Ago...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1522450115
PO#21175
0
0
March 14, 2019
 

Febrero dejó:

Flores deshojadas

Tierra estéril

Thumb_signature_1552607264160
WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1510199048
PO#567972
0
0
March 14, 2019
 

Meus lábios o exaltam
Porque sentir o seu amor fiel e constante vale mais do que a própria vida.

Thumb_letter_signature_1552573524
STARS
Thumb_1552573569
PO#641517
0
0
March 14, 2019
 

RESPOSTA AO MUNDO

Meu manifesto sobre as vidas ceifadas na manhã desta quarta-feira na Escola Raul Brasil, em Suzano/SP.

Nós somos o que verdadeiramente propagamos: Que diante de todo ato de crueldade encontremos a luz de novos caminhos, capazes de ressignificar a dor e a perda injustificáveis, de modo que nos tornemos mais fortes mas também mais sensíveis e atentos à toda e qualquer energia destrutiva que se aproxime.

“Eu visto cada uma das minhas palavras com as pétalas das flores usadas para amparar o luto e a morte: Faço delas asas coloridas para elevar meu pensamento e atravessar a angústia e a ira com a leveza espontânea do vento de Outono e com a sabedoria cósmica das estações.

E...

ORIGINAL
1
0
March 11, 2019
 

QUE COR TEM O SOM

Eu não me arrependo
De nenhum poema
Pois não pode haver ingratidão
Quando o amor nos é soprado
Abstrato
Pra virar essência no papel

Eu não me arrependo
De nenhuma palavra
Pois foi através delas que descobri
Um sem-nome de sensações
Jamais imaginadas

Eu não me arrependo
Da entrega
Pois poucos são os que conseguem
Oferecer o melhor de si

Eu não me arrependo
Do não
Nem do basta
Como não hei de me arrepender do fim.

“O amor é uma dádiva
Oferecida em liberdade
E aceita com gratidão. “

E que venha o novo
O desconhecido
O recíproco
Porque eu estou pronta pra ouvir:

"Já afiei os meus ouvidos".

(31/07/18)

Thumb_letter_signature_1552353593
AROUND AND AROUND
1
0
March 11, 2019
 

A Flor também beija o Beija-Flor

Não adianta nominar
Exigir denominadores comuns
Ostentar evasão de divisas de afeto
Fingir que o amor é passível
De ser tratado como objeto...

Não adianta ter objetivos
Ou tentar atingir em cheio
O que nunca se olha de perto:

O único ferido
Depois do orgulho
Será o que existe em ti de mais puro.

Não tenta bancar o maduro
Quando se trata do amor
Todos somos frágeis miragens no escuro...

Não adianta tentar apagar a centelha
De uma chama que é divina e alheia
Às nossas vontades porque ardeu
E desde sempre arde
Em qualquer palavra que se escreva...

Todo amor é uma realização plena
Não demanda complementos
Aceitação ou reprimenda...

Mas entendo q...

WRITE YOUR OWN STORY
0
0
March 9, 2019
 

MANCHA  disTINTA

Nada há
Que eu possa re-clamar:

Mesmo na maior sucessão de insucessos
Eu tenho triunfado.

Porque nada quero
Que não seja
De meu mais profundo pertencimento,

Porque sequer me interesso
Pelo que é conquistado barato
Ou pago por qualquer preço.

Sim,
Eu amo demais
Mas mesmo cega de amor
Eu arranco as vendas
E dou à ânsia maior de ser  
Nada menos do que eu mereço.

Eu te desejo
A máxima verdade
Que te puderes permitir
Com delicadeza anônima,
Terrenos inteiros arborizados
- ainda quando dilacerados -
Jamais dilacerantes
Para ti
E para os que estão do teu lado.

Eu te desejo
Roteiros completos imprevistos
Pressentidos apenas no pulsar de teu coração
Mas sequer ...

HAPPY WOMEN'S DAY
0
0
March 8, 2019
 

DEIXA LEVAR

Eu não tô aqui esse tempo todo
Porque acredito que você
Um dia terá coragem de viver a gente,
Mas porque eu acredito que você  
É capaz de viver VOCÊ.

Expor quem eu sou
Cada parte do que sinto
Quem eu acabo sendo
Quando se trata de você,
O nosso nível de sintonia
Só me afasta das possibilidades
De “nós”,
Mas sei que provoca e cultiva
As possibilidade
“De ti.”

Por que você optaria
Por viver próximo  
De alguém com quem ainda não tem o hábito de lidar
Que não sabe exatamente como contornar
Ou o que teria a perder
No seu dia-a-dia?

Eu não posso
Fazer da minha vida
Uma moção para outra busca
Que não a de mim mesma

Exatamente porque acredito
Que a dor de tudo es...

BHAVYA SINHA
1
0
March 7, 2019
Brasil

Oi, sei que faz tempo que não a escrevo. A vida anda muito corrida, sabe? Mas eu sinto mais a sua falta do que me sinto atraída por alguém; sinto mais a sua falta do que a falta de um coração ocupado com reciprocidade. O mundo está muito cruel comigo, está bem difícil sem você, mais difícil do que qualquer outro momento que tenha passado. Tudo mudou pela casa, você amaria ver como criamos um conforto e "luxo" para nossa vida. Entretanto, trocaria tudo só pra te ter aqui, eu nem ligaria de dormir no chão e ceder o ventilador pra você. Nem ligo pra ar condicionado mesmo. Queria chorar bem forte no seu colo -nesse exato momento- e sentir sua mão pelos meus cabelos. Ah, você iria amar ver como me...

LIGHT LETTRS LOGO
Thumb_1522450115
PO#21175
1
0
March 7, 2019
 

À PROVA DE RISCOS

Até quando
Teus sentidos
Vão temer
Me atravessar?

Até quando
Seguirás alheio
Aos signos sagrados
De tantos segredos
Sem nem a si, os confessar?

Tudo o que tenho de ti
É o delírio semi-intuído
Que sequer sei
Ser deste mundo
Ao teimar ver o que existe
Onde não há.

Como posso aquecer
Teu peito
Proteger-te do frio
Se cada novelo que teço
Tu desmanchas inteiro
E as minhas ilusões
Tu as negas, senil?

Receio, enfim
Por hora não estar apta
A escrever pra ti.

Receio que as dezoito horas sobre rodas
E estradas de idas sem volta,
Levaram-me para mais longe
Do que previ.

Não há mágoa
Ou vestígio de cobrança:

Há um estado incalculado
E totalmente novo
A contar de ...

ANGEL OF FAITH
1
0
March 7, 2019
 

TEOREMA DO ABSTRATO

Te sujeito ao oculto
Mas o que cultuo no mundo
É o teu nome.

Toda e qualquer nova via
Será acesso
Aos teus mesmos caminhos
- Nossos cenários -

Odes inteiras, sonatas
- Meu presságio insone -
Não haverá nunca
Dose qualquer mais lúcida
Do que a convicta louca
A merecer, escrita
A tua música...

Por isso, te peço:
Vê se pulsa o objeto direto
Que embala minha rima
- Faz mais de um século -
E me escuta:

Acaso me escreva
Um jazz ou blues
Não me negue às notas
- Ainda que em sua forma bruta -

Não me negue a volta,
Seja qual for o teu tom de azul.

(21/11/11)

Thumb_letter_signature_1552000784
STAR EXPLODING
1
0
March 7, 2019
 

O AMOR INTEGRA

Não posso lembrar
Do que nunca soube esquecer
Mesmo sem crer que sabia

Do que é
O que sou
Antes mesmo que fosse,
E de tudo o que será
E que desde então já era.

Não posso lembrar
Do que não tem tempo
Nem instante,
Do que findou as horas
Desde o começo
E acendeu na alma a centelha
Do nosso mútuo merecimento.

Porque se houve dia
Antes do amanhecer
Eu não lembro:

O Sol se foi com você
Pra levantar a lua em outro lugar
E fazer da luz um guia de paz
Desses novos (nossos) tempos.

(19/11/18 - 07:24)

Thumb_letter_signature_1551938692
LIGHT YEARS AWAY
2
0
March 6, 2019
 

POEMA TESO

Eu sei que quero
Te escrever um poema
Quando o jogo de telas
Não aplaca
A epifania típica
De imagens
Que eu guardo de ti:

O meu poema
Te tem à boca
E escorre teu veneno
Sagrado
Pelos lábios
E de ti eu bebo...

Parece que quando te escrevo
Eu me aninho nos teus braços
Sinto teu corpo ora teso
Ora frágil
Mas sempre na gramatura exata
Pra me refazer das bravatas
Capaz de ainda crer no inimaginável.

Parece que quando me vem
Um poema
Assim fluido e úmido
É tu que se espalha dentro de mim
E o teu corpo que me molda
Nos sentidos
As palavras...

Parece que cada poema
Surge em mim
Como o teu gozo  
- Imponente enfim -

Por sobre os seios
Em minha pele alva.

(2...

THE SUN
1
0